27.4.16

ALQUIMIA!

rei midas ficou conhecido pelo mito grego de transformar em ouro tudo que tocava

eu tenho um amigo muito querido que está passando um momento difícil na vida, que se auto apelidou de rei merdas, porque tudo que ele toca...

o que os dois tem incomum é a percepção de que tudo depende deles, que nada do que existe já vem com garantia de resultado, que tudo é construído a partir de suas relações com o objeto, com a situação, com as pessoas

para essa transformação podemos usar a química ou a alquimia

química é quando existe a mistura de ingredientes, e por isso queremos adquirir técnicas e conhecimento para serem os componentes das nossas experiências transformadoras

nenhuma química nos garante o sucesso, a conquista, a transformação, pois a possibilidade está na estrutura de base e não nos componentes

alquimia vai muito além da química, ela também inclui a filosofia, a matemática, a antropologia, e essencialmente a transmutação da base, onde todo e qualquer metal deverá ser transformado em ouro

e é assim que nos tornamos midas, criando uma estrutura de base onde sabemos enxergar o presente que nos é ofertado em toda e qualquer relação ou situação, o talismã que existe em cada situação que vivemos, a oportunidade de transformar qualquer metal inferior em ouro

essa é a grande recompensa de assumirmos a responsabilidade por nossas emoções em todas as relações

da trabalho, mas facilita a vida

nossa jornada da transformação caminha para nos criarmos alquimistas, nos tornarmos midas

estaremos juntos nessas 30 horas para nos dedicar a processos que envolvem todo ser, com suas estruturas corporal/física/mental/emocional/anímica, até não existir mais separação entre as partes e nos tornarmos nós mesmo em nossa singularidade, seres que se auto-constroem com lucidez e responsabilidade em todas as suas relações, e assim, tudo se transmuta em ouro

nessa jornada estamos nos dando 3 anos para seguirmos juntos nessa etapa de criação de um outro modo de sentir, pensar e agir a vida

os encontros são mensais, com duração de 30 horas, podendo participar deles de modo avulso

nosso próximo encontro acontecerá nos dias 9 e 10 de maio e para mais informações e inscrição escreva para anavidaativa@gmail.com




19.4.16

O SER QUE É, O SER QUE QUER!

a mudança significativa acontece quando a transformação se da nas estruturas de base, nas grandes pedras de sustentação onde construímos nossas vidas

aprendemos a construir nossas vidas com estruturas rígidas e condicionadoras, sustentadas por conceitos de certo e errado, baseado em comparações, sempre julgando e procurando ser julgado

podemos mudar nossas estruturas substituindo por outras tão rígidas e condicionadoras como as anteriores, mudando somente o que e a quem seguimos, mas continuaremos com o conceito de certo e errado, nos baseando em comparações e julgamentos

isso nos gera dois aspectos que nos prendem ao velho padrão, as emoções e nossas desconexões

as emoções podem estar condicionadas por crenças e hábitos, que por sua vez condicionam nossas ações e pensamentos, que por sua vez fortalecem crenças e hábitos e assim seguimos presos nesse circulo vicioso

percebemos nossas desconexões quando queremos viver de um modo mas vivemos de outro, sentimos coisas que não queremos sentir, gostaríamos de pensar diferente mas isso nos gera conflitos...

existe em nós o ser que quer e o ser que é, e parece que esses dois não estão se dando muito bem

isso é desconexão

talvez o que essa nova era nos apresente seja a possibilidade de transformação da qualidade das estruturas, deixando a rigidez e condicionalidade e criando espaço para estruturas vivas e liberadoras de fluxos, onde a conexão possa acontecer, onde as emoções possam fluir

pensar em ciclos ajuda nossa mente formatada a ganhar confiança nos processos e ver que para a transformação acontecer é necessário tempo e espaço

o primeiro ciclo dedicado a transmutar estruturas, o segundo ciclo de auto-criação em todas as relações e o terceiro ciclo de ação no mundo

esses ciclos acontecem um de cada vez e todos ao mesmo tempo

nessa jornada estamos iniciando o primeiro ciclo, desinvestindo as velhas estruturas e dando espaço para estruturas vivas serem criadas

nesse processo deixamos de querer consertar o outro e o mundo, paramos de tentar convencer os outros do nosso ponto de vista e deixamos de ser fisgados por um sistema de crenças vicioso, encontrando assim uma neutralidade, um vazio preenchido de força criadora, onde moram todas as possibilidades

diferente do que se pode imaginar, a neutralidade é um lugar cheio de emoções que nos levam a ações criadoras e criativas, nos liberando para tornarmos nós mesmos, conectando o ser que é com o ser que quer





11.4.16

TRANSFORMAÇÃO SATURADA!

a transformação está em toda parte o tempo todo

transformações diárias dos processos celulares dos nossos corpos assim como a transformação constante de tudo que está na terra

ciclicamente essas transformações chegam a um momento de saturação e isso gera uma mudança de camada, como se um portal se abrisse, como se uma outra dimensão fosse alcançada, um processo de morte e renascimento

então surge a sensação de estarmos vivendo uma grande transformação, muito além das transformações cotidianas

talvez seja uma mudança de era...

muitas coisas começam a ficar claras, muitas certezas começam a ruir e as verdades se apresentam cheias de duvidas

vejo por toda parte pessoas tomadas por um enorme desejo de agir, de mudar, de questionar, de brigar, de lutar, de viver intensamente e até de desistir de tudo; onde as crenças e a força de vida se misturam e se confundem, embaralhando as percepções e criando um grande caos interno com muita confusão mental e emocional

então surge o sentimento de impotência para transmutar, permeado pelo medo da mudança, pela insegurança do desconhecido, por crenças e hábitos

para essa transformação se sustentar é necessário uma reestruturação de base, despertando a legitimidade e a incondicionalidade de cada existência

sem isso, todo investimento das energias continuarão a sustentar e criar instituições educacionais, religiosas, burocráticas, políticas, capitalistas, médicas, militares...para que elas legitimem, determinem, ofereçam garantias e assumam as responsabilidades das quais ainda não tivemos coragem de assumir

precisamos reconstruir a sensação forte e clara de que somos legítimos e incondicionais, reconhecer que depois de um longo percurso já vivido pela humanidade, podemos gerar um acesso direto a uma força que cria e sustenta a vida e que já existe em cada um de nós

com essa conexão, cada um torna-se capaz de construir uma vida conectada a seus desígnios e propósitos, a confiar na vida e se responsabilizar por suas emoções, suas ações, suas percepções e todas suas relações

deixando assim de iludir-se com a busca insana e ilusória de uma vida feliz e reconhecer a grande alegria de viver na construção de cada um de nós como obra de arte viva

8.4.16

AS GRANDE PEDRAS QUE NOS SUSTENTAM!

"certa vez, um mestre trouxe um balde de metal e preencheu-o até em cima com pedras grandes e perguntou a seus discípulos: está cheio? responderam que sim; então pegou um saco de pedrinhas e despejou-as no balde, as pedrinhas foram encontrando lugar entre as pedras maiores e se acomodaram no balde; o mestre tornou a perguntar: está cheio? os discípulos responderam que sim; então o mestre pegou um saco de areia e despejou sobre o balde, a areia encontrou seu lugar entre as pedrinhas e as pedras grandes; e o mestre perguntou: está cheio? agora sim! responderam os discípulos; o mestre então pegou um balde de água e despejou sobre o balde, a água encontrou seu lugar entre areia e pedras..."

se houvesse começado pela água, nada mais caberia no balde

precisamos de todos os elementos

mas a ordem dos fatores altera o produto

nossa jornada, durante os três anos de encontros, experimentações, vivências e praticas, está sendo criada em ciclos

esse primeiro ciclo é de estruturação fundamental para a liberação da vida em fluxo

quando nos preenchemos de outros elementos antes da reestruturação, por mais compreensão das mudanças necessárias, acabamos usando as velhas estruturas com os novos conceitos e isso gera conflitos tão grandes que mais cedo ou tarde tudo desmorona

é preciso nos esvaziarmos dos conceitos, das certezas, das crenças e hábitos

gerar nossas mudanças sustentadas por grandes pedras estruturais como a reverencia, o assombro, a confiança na vida e todas nossas conexões atualizadas, ativadas pela alegria de viver

esse primeiro ciclo iniciou-se com um lindo encontro com o escuro

nos dias 9 e 10 de maio seguiremos com esse primeiro ciclo onde o tema será TRANSFORMAÇÃO

durante essas semanas que antecedem o próximo encontro presencial, vamos nos preparando através de textos e de um encontro virtual que faremos em breve

essa jornada estará aberta mesmo para os que não participaram da vivência anterior

as inscrições poderão ser feitas pelo email anavidaativa@gmail.com

15.3.16

UMA JORNADA NO ESCURO!

um homem procurava por sua chave embaixo de um poste de luz, quando um amigo passou e ofereceu ajuda; depois de procurarem muito, o amigo perguntou: tem certeza que perdeu sua chave por aqui? pra sua surpresa o homem respondeu: eu sei que não a perdi por aqui, perdi lá do outro lado! indignado o amigo pergunta: então porque estamos procurando aqui? e o homem esclarece: porque lá está escuro e aqui tem luz!

essa é uma anedota que facilmente vira piada de bêbado, mas ela representa muito bem nossa atitude mesmo estando sóbrio, pois estamos sempre buscando a luz, mesmo quando perdemos algo no escuro

quando nos sentimos perdidos, na sombra, na escuridão, buscamos a luz, a resposta, a receita, a garantia, a certeza, um guru...

e quando encontramos a luz, nos encantamos com sua claridade e esquecemos o que estávamos buscando, e nos distraímos com a luz

mas essa luz não nos pertence,  então ficamos dependentes da luz do outro

a saída não está no refugio fora de nós, mas na reconexão com esse lugar tão assustador que é a escuridão

nossa jornada é um convite para aprendermos a estar no escuro e testemunhar a claridade surgindo da escuridão

o escuro não é um lugar ruim, simplesmente um lugar onde não temos a sensação de controle, onde não enxergamos com clareza

a escuridão pode ser desde as trevas mais profundas, até uma noite estrelada ou de lua cheia

no escuro encontramos a inocência, as emoções, o instinto, a intuição, as percepções, os sentidos, as sensações, tudo aquilo que perdemos dia a dia conforme queremos ter uma vida controlada, cheia de garantias e certeza

iniciaremos nossa jornada junto com a lua minguante, adentrando a escuridão da noite

em maio vivenciaremos a lua nova, em junho a lua crescente e em julho teremos a lua cheia iluminando nossa escuridão

nos meses de março/abril, maio e junho, a vivência será aberta a todos que queiram participar

estaremos sempre dando continuidade ao desenvolvimento dos nossos processos nesses encontros, mesmo assim é possível participar de modo avulso, não precisando estar presente todos os meses

para o encontro de julho é necessário já ter participado de algum dos encontros anteriores, porque iremos receber as crianças e para isso é preciso ter uma intimidade com o processo dessa jornada

nossa primeira vivência terá duração de 30 horas, com inicio as 11h do dia 31 de março e finalizando as 17h do dia 1 de abril

a alimentação será deliciosa, leve e vegetariana, que nos ajudará a viver esse processo de deslocamento interno

para dormir é preciso um sleeping bag ou colchonete, um isolante térmico, cobertor e disposição para experimentar um movimento biológico diferente do que estamos acostumados, pois parte do processo acontecerá durante a madrugada e ao ar livre

no dia 22 de março as 21h faremos um encontro virtual com todos os interessados em participar dessa jornada para finalizarmos nossa preparação

esse encontro será gravado e estará a disposição

as inscrições para a jornada serão realizadas a partir do dia 22 de março

o encontro virtual terá vaga para 25 pessoas, e estarão a disposição para as pessoas que irão se inscrever para a jornada

para participar do encontro virtual mande um email para anavidaativa@gmail.com




9.3.16

CONSTRUINDO NOSSA JORNADA!

essa jornada surge para praticarmos um deslocamento interno gerando a transmutação que estamos buscando, pois já sabemos que fomos criados para reproduzirmos padrões que já não nos faz sentido

esses padrões se apresentam no nosso modo de sentir, pensar e agir a vida, são nossos guias, mesmo quando não acreditamos mais neles

um padrão muito presente em nós, é acreditar que existe uma vida real e outra vida sonhada, e de algum modo, queremos que essas duas vidas aconteçam em harmonia

na vida plena, incondicional e legítima, não existe dicotomia, onde precisamos dedicar parte do dia a um modo de vida condicionado e outra parte dedicada a construção de uma vida com mais sentido

também não temos a ilusão de que existe um lugar onde estaremos livres para viver na potência, pois esse lugar precisa ser construído dentro de cada um de nós

depois de tantos anos com encontros para o despertar do nosso ser íntegro, chegou o momento de mergulhar em superfícies com mais intensidade

por isso essa jornada não está condicionada aos padrões, como calendários e hábitos do velho paradigma

os 3 anos, é para termos tempo para uma transmutação com autonomia, mas esse é um trabalho para uma vida inteira, onde dia a dia construímos a nós mesmos em todas as relações, e esses primeiros três anos serão para juntos criarmos a liberação do ser incondicional

o processo acontecerá nos encontros presenciais, os encontros virtuais serão um apoio para sustentação da vivência no dia a dia, e serão somente para os participantes das vivências presenciais

iniciaremos os encontros com os adultos para criarmos uma nova base de relação, estaremos por 30 horas em processo, mas acredito que em algum momento convidaremos as crianças e familiares para nossa vivência

as datas até julho para os processos presenciais que acontecerão no amalaya, na cidade de piracaia, serão 31/3 e 1/4, 9 e 10/5, 14 e 15/6, e durante a semana do dia 19 de julho, onde provavelmente será aberta para as crianças e companheir@s

o custo será 350 reais por mês incluindo o encontro presencial, os encontros virtuais, a estrutura para os processos e vivências, alimentação e estadia  

na próxima semana publicaremos outro texto com mais detalhes e no dia 22/3 faremos uma video conferencia para todos os interessados

para fazer sua inscrição mande um email para anavidaativa@gmail.com


1.3.16

JORNADA AUTO-POIETICA

a construção constante do Ser em relação!

iniciaremos um grupo para uma jornada de três anos com encontros mensais presenciais e outros encontros virtuais

essa jornada está surgindo para experienciarmos juntos processos de transmutação de padrões e crenças com pessoas que queiram mergulhar nas superfícies do fluxo da criação

a vivência presencial será mensal com duração de 2 dias, onde nos dedicaremos a praticas para despertar a incondicionalidade da existência em nós, a legitimidade de nossas vidas e a confiança do viver em fluxo diário 

serão processos intensos e transformadores onde iremos muito além da compreensão mental, para gerarmos autonomia e abertura dos fluxos criadores de cada um de nós

essa jornada será exclusiva para adultos

durante esse mês de março faremos as preparações através de encontros virtuais e nos dias 31 de março e 1 de abril iniciaremos nossos encontros presenciais que acontecerão no AMALAYA

o custo para participação da jornada será de 350 reais mensal

para mais informações podem escrever para anavidaativa@gmail.com