1.5.13

PRATICAS DIÁRIAS!

minha ausência aqui no blog acontece por que tenho acreditado mais na ação e menos na palavra

continuo lendo muito, adoro o exercício do pensamento, busco conhecimento

mas se cada coisa que aprendo não se transforma em ação real no momento presente, aquilo não me serve

falamos de mais, nosso conhecimento está refinadissimo, temos técnicas, escrevemos a respeito de coisas incríveis...

todos os dias leio frases revolucionarias que pessoas postam no facebook

mas na real, não mudamos nosso cotidiano, nossa cultura, nosso modo de pensar, sentir e agir a vida

então, pra que serve tanto conhecimento?

quando alguem me fala algo revolucionario e eu quero seguir a conversa para chegar na ação, logo vem a explicação, a reclamação, a justificação, do porque não é possível transmutar

e a culpa é sempre do outro, do governo com a suas leis, da sociedade que não muda, da realidade que é assim e pronto

e cheios de conhecimento, de frases feitas elaboradas, seguimos a vida acomodados na realidade pronta e limitadora

e assim nascem os inconformados, os rebeldes, os protestos...que alimentam essa realidade da qual nos queixamos

o que eu gostaria de compartilhar é que esse assunto que anda rolando por aí sobre "criação de realidade" é verdade

tenho experimentado isso, e funciona que é uma maravilha!

a mudança não está no outro, nem no governo, nem na sociedade, nem na realidade supostamente pronta

a mudança está em nós

e quando mudamos, tudo muda!

de verdade!

para mudar é necessário praticas diárias, praticas de mudança no nosso cotidiano, sim, eu estou dizendo que são praticas reais que precisamos fazer todos os dias

como o que eu acredito é na transmutação do poder para a potencia, eu invisto nas minhas praticas diárias corporais

o corpo é a potencia

não esse corpo que estamos acostumados a pensar

mas um corpo que é o todo, e como sabemos, o todo é mais do que a soma de suas partes

as partes são muitas, pois não temos ideia do que pode um corpo

as partes que eu poderia nomear para exemplificar, são: físico, emocional, cognitivo, energético, anímico, espiritual, instinto, intuição, mente, intelecto, consciente, inconsciente, sub-consciente, percepção sensorial, percepção cinestésica, e muitas outras "partes" inseparáveis que formam o todo, o corpo!

e se não temos todas as partes ativas, vivas, acordadas, não somos o todo

os bebês, as crianças pequenas, mesmo sem saberem de nada, estão inteiros em seus corpos

em nossa cultura, vamos desinvestindo "partes" do nosso todo, e assim crescemos pela metade, e se não temos o "todo" ativado, não temos corpo, só partes dele, nos tornamos impotentes, e por isso buscamos o poder

sabendo de tudo isso, e não querendo ser mais uma inconformada, ou reclamar para alguem o estrago que fizeram comigo, arregaço as mangas e crio praticas diárias para despertar todas as partes, as que conheço e as que desconheço, diariamente, para voltar a ser um corpo

posso compartilhar minhas praticas aqui, mas gostaria de deixar claro que essas não são as únicas praticas, e nem necessariamente as melhores, são as praticas que conheço, que me fazem sentido nesse momento, e são praticas que mudam, que estão sempre vivas, que não deixo virar habito

fique a vontade de experimenta-las e fique mais a vontade ainda de criar suas próprias praticas

o importante é que sejam feitas diariamente, pois nosso não-corpo está feito por praticas diárias, ações que nos reduzem a um corpo funcional, cultural, e aleijado

aqui vão algumas praticas diárias
(é interessante como muitas praticas se dão em 20 minutos...)

antes de levantar da cama, faço 20 minutos de palming (exercício para os olhos) e depois um rápido relaxamento no corpo todo (existem muitas técnicas para isso)

em jejum, ao levantar 20 minutos de oil pulling

depois faço uma sequência de energização e processos anímicos que, no momento, estou nas pratica que li no livro "a aura e os chakras, manual do proprietario"de karla mclaren

na sequência, 20 minutos de semi-supina, uma pratica da técnica alexander, da qual sou professora

varias vezes ao longo do dia, pratico exercício para os olhos desenvolvidos pelo Dr. Bates, nesse site tem bastante informações

pratico diariamente ho'oponopono

brinco com minhas filhas todos os dias

danço

fico 15 minutos me dedicando a não fazer nada!

e fico atenta para que nas praticas da nossa cultura, comer, tomar banho, trabalhar, pagar contas, arrumar a casa...deixem de ser funções simplesmente, pois aproveito para transmuta-las em ações, e não reduzi-las a obrigações que me afastaria de mim mesma

o interessante é que quando fazemos alguma pratica que desperta parte do nosso corpo, essa parte vai se incorporando a outras e cada vez mais sentimos o "todo", o corpo voltando a existir

brinquem com praticas, experimentem diariamente ações que criam novas realidades

voltem a ser um corpo

vamos viver intensamente, cheios de desejos e vontade de vida!




8 comentários:

Ceila Santos disse...

Viva a potência do nosso corpo!!!
Ana, querida, que bom que registrou suas práticas: obrigada! É tão intensa suas reflexões que a gente se preenche e não tem mais nada a acrescentar...somente GRATIDÃO!

Maria Julia disse...

Muito bom artigo! O que você chama de práticas, eu chamo de rituais e a cada pesquisa ou livro lido vou incorporando uns e deixando outros. Talvez a maior diferença entre suas práticas e meus rituais seja a consciência com que voce pratica os seus. Pra mim são oportunidades de conectar comigo mesma, sozinha, me centrar antes que as crianças acorde, mas inconscientemente, acredito que o resultado final seja semelhante: uma busca!

Simone disse...

Achei o link para esse blog no site da Take Tina Brasil. Amei o jeito como escreve. Parece que somos velhas amigas e que você está aqui ao meu lado me contando essas velhas novidades que te fazem tão bem e que por se sentir tão bem, não resiste e quer me deixar assim também!! Pois bem, conseguiu!! Só posso agradecer! Obrigada por compartilhar essa deliciosa experiência!

Carolina Frîncu disse...

Ana! Ainda estou no interior, mas acho que terça tô de volta a Sampa. Parei de me "estralar", acredita? Só com a semi-supina o corpo "guenta" o tranco do dia inteiro, os mil colchões diferentes... e respiro melhor, daí penso melhor e uma sequência incrível de eventos em cadeia. Obrigada!

Ana Buarque Ferreira disse...

Oi Ana,
Tudo isso muito novo e inspirador para mim, mãe de um pequeno de 6, e em processo de mudança ainda não sei bem para onde.
Vi que você fará uma vivência n'o lugar... Adoraria fazer. Alguma chance de você fazer algo parecido aqui no Rio em breve?
Desde já obrigada,
Ana

Fátima Santiago disse...

Isso é um desafio possível. Gostei das dicas. Abraços

ana thomaz disse...

oi Ana Buarque, estamos organizando um encontro no Rio para o ultimo final de semana de junho.
Assim que estiver confirmado eu coloco as informações aqui.
beijo

Maíra disse...

ansiosa pela sua vinda ao RIO!!!
Fico na expectativa!
obrigada por expor a sua rotina, e assim, inspirar outras pessoas a serem criativas o suficiente para copiar com a alma, e nao mecanicamente.
Esqueci de dizer no post anterior, eu linkei o seu blog no meu, e meu ultimo post coloquei seu video como uma das historias que me inspiram!
Se quiser visitar é www.gruttateatro.wordpress.com

abraços e obrigada!