19.1.12

NOSSO INCIO SEM ESCOLA!


como tudo começou?

meu filho entrou em uma escola construtivista com três anos, onde eles incentivavam as crianças a criarem seus próprios projetos.

um de seus projetos, junto com um amiguinho, foi planejar e cavar um buraco rente ao muro da escola para criar um túnel para fugir da escola!

aos 6 anos ele entrou em uma escola waldorf em londres, onde vivemos por 3 anos.

aos 9, de volta ao brasil, ele seguiu em uma escola waldorf em são paulo, e aos 13 anos começou a acordar todos os dias dizendo "eu odeio escola".

aos 15 anos, ao finalizar o ensino fundamental, eu aceitei seu pedido incessante de sair da escola, desde que ele seguisse um projeto que iríamos criar para ele.

para iniciar o projeto, pensamos em um processo de desintoxicação, que ele pudesse entrar em contato com um espaço interior, com um vazio, para que fosse construído algo a partir de um desejo genuíno.

a cada dia ele tinha uma atividade da qual ele apresentava afinidade e um gosto pessoal.
nas manhãs: aula particular de musica, um grupo de artes plásticas, um grupo de filosofia, aula particular da técnica alexander e um encontro comigo de escrita e literatura; uma aula para cada dia da semana.
todos os dias, as 18hs, aula em grupo de aikido.

e muito tempo livre, sem ocupações com t.v., vídeo game ou computador; tempo livre mesmo, sem fazer nada, até que surgisse um desejo, sem interesses ou intenções.

em 5 meses surgiu um desejo genuíno de aprender magica!

logo, todo seu tempo livre ele usava para aprender, praticar e ler livros (pela primeira vez na vida), ler sobre magica.

a magica incentivou vários outros interesses, como línguas, culturas, viagens, historia...

em seu segundo ano desescolarizado, ele já era magico profissional, começou a participar de congressos na inglaterra, na guatemala, na argentina e no brasil.

não tinha mais tempo para fazer meu projeto, ele ja tinha seu próprio projeto!

escolheu um tutor em buenos aires e fez imersões por la.

conheceu mágicos do mundo todo.

alem de desenvolver suas habilidades, técnicas e materiais, virou um pesquisador, conhecendo a historia da magica, e todos os seus caminhos.

participou de um concurso, para ganhar experiência, e ganhou o primeiro lugar!

mais importante que a premiação, foi ver sua postura e sua percepção de um caminho que ele está apaixonadamente trilhando.

eu acredito que todos os adolescentes tem um caminho apaixonante para trilhar.

e eu estou aprendendo a confiar no desejo genuíno, na capacidade de aprender, na motivação de desenvolvimento que toda criança/adolescente tem.

aprendo também que o mundo é a "sala de aula", e que eles podem escolher (muito bem) seus tutores (meu filho, sem nenhuma inibição, escolheu um campeão mundial de magica, que mora em outro país, como tutor).

assim, crianças crescem para criar seu campo de trabalho, suas produções, seu modo de viver, sempre guiado por sua potencia e desejo de vida!

15 comentários:

Ana Cristina Duarte disse...

homeschooling está para o parto domiciliar planejado assim como o unschooling esá para o parto desassistido? adorei esse post querida. Me fez pensar muito no futuro dos meus filhos. Beijos!
Ana Cris

Emanuela disse...

Fantástico!!!!!!!!!!!!!

cariny baleeiro tadiotto cielo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
cariny baleeiro tadiotto cielo disse...

Eu sempre digo que 'criar bem um filho' não é colocá-lo em boas escolas, que é o típico discurso capitalista, mas não sabia exatamente porque eu sentia isto. Vejo adultos infelizes com um diploma obsoleto largado no fundo do baú (e da alma) e pessoas sem estudo algum fazendo a diferença no mundo. A grande maioria porque ouviu que 'tinha' que SER alguma coisa; saíram loucos atrás de uma graduaç...ão para agradar algo de fora deles. Todo jovem já "É" com toda sua força, eles precisam de incentivo para seguir o que vem de dentro e não o que vem de fora...
O artigo é maravilhoso. Lembrou meu irmão Arthur Tadiotto que nunca conseguiu sentir paixão pela escola tradicional e, quando começou a se ouvir, até bolsa de estudos na Europa ele ganhou para seguir o sentia ter tudo a ver com ele...
O que eu quero que meus filhos sejam??? Não importa!!! Mas que sejam o melhor que puderem em tudo aquilo que escolherem seguir...

Marilyn disse...

Ana vc. é minha "idala", mas só pessoas num nível mto, mto superior de graça, amor e mta dedicação conseguem isso!

Maíra Duarte disse...

A sementinha já tá sendo plantada aqui no meu coração e sinto que no do Gil tb. Estamos na India e semana q vem quero conversar com a Mai, saber como está sendo o processo que ela já nos disse meio por cima que ta bem legal. Não consigo entender como isso funcionaria na vida de uma mãe sem horários previsí
veis, mas nada é impossivel. E eu tb não consigo imaginar meus filhos em uma escola que não seja a que eles estão, que na verdade não é uma escola mas um espaço de convivência. To super nesse momento Ana e mto feliz por vc já ter aberto esse caminho:). Até breve!

babi disse...

a escuta faz toda a diferença.
a maya tem curtido a escola e agora ela mudará de ambiente... sei não... vou ter que afinar meus sentidos! um encontro iria ser tão lindo... saudades!

babi disse...

a escuta faz toda a diferença.
a maya tem curtido a escola e agora ela mudará de ambiente... sei não... vou ter que afinar meus sentidos! um encontro iria ser tão lindo... saudades!

Thibau disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thibau disse...

Adorei o post. Sou mágico profissional e cresci em comflito com as sugestões rasas e limitadas do "normal". Certamente seu relato é uma confirmação de várias observações dos maiores mágicos do mundo, estou certo de que ainda encontrarei seu filho e de que bteremos bons papos (se é que isso já não aconteceu em congressos por aí). Abraço, Rick Thibau www.rickthibau.com www.tendadasadivinhacoes.blogspot.com www.magicapragentegrande.com

Mariana Maia disse...

Ana Thomaz!!
Meu respeito por você e suas opções.
Mas sobretudo pela tua ação e responsabilidade.
Incrível a oportunidade. Lindo o relato.
Viva a nova era!
Beijos, Mariana

Ana Thomaz disse...

Mariana Maia, é voce? mãe da Marina? se for me manda seu e-mail, o meu é anavidaativa@gmail.com
grande beijo

e se for outra Mariana, muito grata pelo comentario!
beijos
ana

Espirala disse...

Lindo! Fiquei emocionada!
O espaco eh tao importante!

PRO FERNANDA disse...

que lindo !!!

Luisa Helene disse...

como assim, com 03 anos fez um projeto para cavar um túnel e fugir da escola?????? hahahahahahha! não consigo parar de rir!!!!
genial!!!!!

e depois, não consigo parar de pensar: não tinha mais tempo para o meu projeto pois havia encontrado seu próprio projeto!!!!!! está ecoando, já nem consigo continuar lendo o blogue... pois só estou pensando nisso...

mais uma vez obrigada!